THE RICE EXPERIENCE

let food be the medicine

Asma – Doença Crónica

leave a comment »

A asma tem duas categorias. Uma é extrínseca e pensa-se que seja causada por elementos ambientais como o pólen, penas, pó, insecticidas, fungos, etc. A outra é intrínseca e é causada por uma infecção do sistema respiratório. Durante um ataque de asma, o asmático sente uma pressão na garganta e peito e ao mesmo tempo sente-se sufocado. É difícil respirar, especialmente expirar e as tentativas falhadas de respirar podem levar ao pânico. As veias do pescoço ficam salientes, é normal suar e ficar com a face bastante rosada ou pálida. Os ataques surgem normalmente à noite (a hora do pulmão dá-se entre as 3 e as 5 da manhã) ou ao amanhecer e podem durar minutos ou horas. Com o aparecimento dos ataques, o doente tosse bastante e produz um muco espesso. Pode acontecer a tosse e o ataque pararem. De qualquer forma se o muco não conseguir passar na garganta, podem ocorrer espasmos e convulsões. Sem nenhum tratamento alguns ataques podem ser fatais.
De acordo com o entendimento da macrobiótica, a principal causa da asma é o excesso de consumo de alimentos yin e a falta de sódio (yang) nos fluidos corporais. Devido ao excessivo consumo de alimentos doces e fruta (yin), as membranas da garganta expandem-se. Neste caso, o muco não consegue sair facilmente originando ataques. Se a membrana não estiver expandida, o muco sai e o ataque é menos forte. O muco é sinal de um consumo exagerado de proteína, especialmente animal. Desta forma, os doentes de asma devem evitar o consumo de proteínas animais no general e lacticínios em particular.

Os rins detectam os níveis de sódio dos fluidos corporais. Rins fracos podem levar ao aparecimento de asma. Ao eliminarem elementos ácidos do corpo, os rins ajudam a prevenir a formação de muco. Uma quantidade equilibrada de sódio no corpo ajuda ao funcionamento dos rins.

Os doentes asmáticos crónicos que recorrem a medicamentos para manter a doença controlada podem, se seguirem uma dieta macrobiótica ajustada, ter uma vida perfeitamente normal sem recurso a fármacos. Além da dieta, para que os resultados sejam mais efectivos e tenham um efeito mais rápido, devem procurar formas de terapia complementar, como por exemplo tratamentos naturais que não desrespeitem o equilíbrio conferido pela dieta, realizar exercícios respiratórios específicos e praticar exercício físico adequado, com regularidade.

Texto ‘The Rice Experience’, baseado em ‘Healing from head to toe’, de Herman  and Cornelia Aihara

Imagem ‘The Rice Experience’

Anúncios

Written by thericeexperience

Maio 8, 2010 às 11:14 am

Publicado em Doenças

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: