THE RICE EXPERIENCE

let food be the medicine

Archive for the ‘Ecologia’ Category

Cap N Trade – Transformar A Poluição Num Negócio

leave a comment »

Coal_power_plant_Datteln_2_Crop1

Os fins de semana passados fora são sempre períodos incrivelmente cheios de boas experiências, onde o dormir é relegado para 23º plano e a vontade de fazer coisas e mais coisas leva-nos até uma semi-estado de esgotamento físico, que não é sequer interrompido pela ideia de que já é domingo à tarde, há que fazer a viagem de volta e que amanhã temos que acordar cedo para trabalhar. Teoricamente, idealizamos uma saída a meio da tarde, com calma, para chegar cedo a casa mas isso nunca acontece. “Chegamos às horas que chegarmos”, sempre foi assim e penso que não vai mudar. Ficamos tristes e nostálgicos em relação àquilo que vivemos, que mesmo podendo repetir-se vezes sem conta, não interessa. Um pouco de Yin, para acentuar a pieguice, nunca fez mal a ninguém.

Quem ainda não reparou no cenário da chegada a Lisboa vindos de sul? Quer seja pela do Salazar ou pela do Montijo, o cenário é lindo. As luzes, as camadas e camadas de vida e betão que se amontoam de uma forma atabalhoada. É uma cidade linda. Mas no meio de toda esta beleza somos levados a observar o impacto que o Homem tem na paisagem e no meio ambiente. Zonas onde existia natureza são substituídas por casas, estradas, pavilhões, etc. Este corrupio interminável de transformações, a que alguns chamam de progresso, não é mais do que um desenrasca, em relação ao crescendo da população. O crescimento económico, índice através do qual se define qual o país que produz mais porcarias vendáveis, está cada vez mais afastado da realidade. Todos nós já reparamos que as porcarias não nos preenchem, só nos distraem e entretêm.

Todas estas transformações ambientais, provocadas pela economia e criadas pela nossa existência, deixam-nos ingenuamente na expectativa. Numa perspectiva Macro, será que vai aparecer alguém que faça alguma coisa realmente boa em relação ao meio ambiente? Mudanças na estrutura da máquina que desenrasca? Apesar de saber que é importante, cada vez nos sentimos mais frustrados com a nossa ridícula separação dos lixos. É preciso uma transformação bem maior. O desafio que aceitámos em relação às separações do lixo, penso que foi aceite pela maior parte das pessoas. O que podemos fazer a seguir? Participar na avaaz? Colocar posts revolucionários no FB? Aproveitar o ambiente social para falarmos sobre o que nos preocupa? Falar daqueles senhores chamados políticos que não param de brincar ao ego? Antes fosse ao lego, talvez desta forma admitissem a incapacidade que têm para tomar decisões verdadeiras e úteis.

Foi quando nos deparámos com o termo Cap n´Trade. Percebemos que estava ligado à poluição e que poderia ajudar na resolução do aquecimento global. A nossa ingenuidade perdeu-se quando percebemos quem estava por detrás destes novos mercados, a Goldman Sachs, um dos muitos responsáveis pela crise do subprime, e pela crise europeia.
Sugerimos a visualização de um pequeno vídeo legendado, que explica o Cap n´trade.

VER DOCUMENTÁRIO LEGENDADO

Anúncios

Written by thericeexperience

Outubro 15, 2013 at 5:23 pm

Publicado em Ecologia

Destruição Da Camada De Ozono

leave a comment »

A dieta Moderna, que tem por base o consumo excessivo de proteínas animais, obriga a que o planeta destrua florestas para fazer campos de criação de animais. As fezes desses animais libertam metano, responsável pela destruição da camada de ozono. Esta estratégia da destruição da terra está em curso à bastante tempo, havendo estratégias bem mais construtivas e de aplicação prática capazes da compensar o impacto do homem na terra. Se nos campos onde se produz gado fossem cultivados cereais integrais, a capacidade de gerar alimentos era muito maior e a destruição dos recursos do planeta menor. Desta forma, conseguiríamos mais alimentos a mais baixo custo, para mais pessoas.

Não temos noção da quantidade de água necessária para criar um bovino que alimenta meia dúzia de pessoas em relação ao cultivo de cereais que alimenta dez vezes mais, com menos quantidade de água. Se pensarmos nos milhões de animais que existem na terra, facilmente percebemos que temos uma grande responsabilidade quando vamos ao supermercado, só para comprar comida. Hoje em dia votamos com as nossas pequenas escolhas do dia a dia.

Gastamos 78 calorias de combustíveis fósseis para produzir uma caloria de bife. São necessárias 2 calorias de combustíveis fósseis para produzir 1 caloria de soja.

O aquecimento global é um problema de todos nós e de certeza que não foi em Copenhaga que se decidiu algo que adie o inevitável.

O planeta está protegido pela camada de ozono que se encontra no limite exterior da atmosfera e que funciona como um filtro para os raios solares protegendo o planeta terra.

Os raios solares são constituídos por raios ultravioletas yin e raios infravermelhos yang. O ozono é um gás muito yin constituído por 3 átomos de oxigénio. Duas forças iguais repelem-se, assim, a camada de Ozono yin repele os raios Ultravioleta yin, mas atrai os raios infravermelhos yang, deixando-os passar em direcção à terra. Os raios infravermelhos, são responsáveis por bronzearem a nossa pele. A dieta moderna e o estilo de vida actual estão a abrir buracos na camada de ozono.

Segundo a Newsweek, o problema está tão próximo do nosso ar condicionado, como do restaurante de fast food que temos aos nossos pés. Os dois libertam CFCs para a atmosfera. Estes químicos, depois de libertados, flutuam em direcção ao céu. Após percorrerem uma distância de 22,5 km encontram a camada de ozono, que tem 3 mm de espessura e protege a terra das radiações ultravioleta. O contacto promove a destruição desta camada.

Os raios ultravioletas enfraquecem e destroem o nosso sistema imunitário, dai a relação deste com o cancro. As células que entram em acção, quando o nosso sistema é atacado, são mais yang e especialmente vulneráveis. Ao mesmo tempo, os raios ultravioleta aceleram a produção de células mais yin que prejudicam o bom funcionamento do sistema e dificultam a sua capacidade de resposta. A destruição da camada de ozono, tornando o sistema imunitário frágil, aumenta risco de Cancro e Leucemia, especialmente se o individuo seguir a Dieta Moderna, que acelera mais este processo.

Se a dieta for baseada no elevado consumo de proteína animal, através de técnicas como grelhados, gratinados, fritos, etc., a temperatura do nosso corpo aumenta, tornando-nos menos toleráveis a temperaturas elevadas. Desta forma, para tentar compensar este desequilíbrio, aumentamos o consumo de ar condicionado, comidas frias, refrigerantes, açúcares, etc. Estamos constantemente a viver nos extremos da balança, incapazes de levar a vida de uma forma calma e sustentável. Se não houver sustentabilidade nas nossas casas ao nível das nossas escolhas alimentares, não haverá nas nossas relações, no nosso trabalho, na nossa vida familiar. Tudo parece complicado.

Texto ‘The Rice Experience’, baseado no livro ‘Contemporary Macrobiotics’ de Edward Esko

Imagem ‘The Rice Experience’

Written by thericeexperience

Maio 18, 2010 at 8:09 am

Publicado em Curiosidades, Ecologia

Casos De Radiação Tratados Com Alimentação Natural

leave a comment »

RADIAÇÃO – RÚSSIA

Uma delegação do Instituto do mestre japonês Michio Kushi visitou a Rússia, com o intuito de trabalhar directamente com a União Chernobyl, organização envolvida em ajudar as vítimas do acidente nuclear. 

Os doutores e cientistas associados a esta organização mostraram-se bastante interessados nos potenciais da macrobiótica em reduzir os efeitos da radiação nas pessoas. Existem muitos estudos que provam que o miso e as algas ajudam o corpo a libertar as partículas radioactivas. Facto interessante aconteceu na altura do acidente em 1986, quando os stocks de miso e algas esgotou em praticamente todas as lojas de produtos naturais na Europa. Penso que as pessoas estavam bastante bem informadas da capacidade destes produtos. Ao seguir uma alimentação natural equilibrada, minimizamos o efeito das toxinas do meio ambiente. Quando a nossa ecologia interna está equilibrada, a nossa capacidade de lidar com o stress do ambiente, aumenta. 

Desde 1950, as fabricas de armamento soviético despejam o lixo no lago Karachay em chelyabinsk, uma cidade industrial, 1.670km a este de Moscovo. Muitos dos habitantes começaram a apresentar sintomas de cancro por radiação. Em 1985 Lidia Yamchuck e Hanif Sharimardanov, médicos em chelyabinsk, mudaram os tratamentos de doentes que sofriam problemas de exposição à radiação, Leucemia, linfoma, etc. Incorporaram a sopa de miso na dieta dos pacientes, “o miso tem ajudado alguns dos nossos pacientes, com cancro terminal, a sobreviver. O sangue melhorou a partir do momento em começaram a consumir sopa de miso”.

 RADIAÇÃO – JAPÃO 

Na altura do primeiro lançamento da bomba atómica, em Agosto de 1945, dois hospitais sobreviveram por pouco à destruição total, a cerca de 2km de Nagasaki. Os ciêntistas americanos declararam a zona inabitável por 75 anos. Numa universidade hospital, 3000 pacientes sofreram de leucemia e queimaduras radioactivas. A dieta seguida neste hospital, tinha por base, açúcares, arroz branco e produtos derivados de farinha branca.

Outro hospital, St. Francis Hospital, era gerido pelo médico Shinishiro Akizuki. Este hospital situava-se ainda mais perto do epicentro da explosão e nenhum paciente ou trabalhador sofreu de doenças relacionadas com radiação. Doutor Akizuki alimentou os seus doentes e trabalhadores a arroz integral, sopa de miso, vegetais e algas, todos os dias. A igreja católica e os habitantes de Nagasaki apelidaram o acontecimento de milagre. Entretanto, o doutor Akizuki e os seus trabalhadores ignoraram os avisos americanos e continuaram a visitar a cidade de Nagasaki de sandálias, com o objectivo de prestar auxilio aos necessitados.

 Texto ‘The Rice Experience’

Written by thericeexperience

Maio 16, 2010 at 12:07 am

Publicado em Doenças, Ecologia, Tratamentos