THE RICE EXPERIENCE

let food be the medicine

Archive for the ‘Personalidades’ Category

A Macrobiotica Não É Uma Dieta Standard

with 2 comments

slide3

Na Macrobiótica a doença é entendida como a parte detrás da saúde. Não importa o quanto uma pessoa fica doente, ele ou ela tem sempre saúde. Por outro lado, de vez em quando ficamos doentes. Mesmo não estando atentos, o nosso sistema imunológico cuida de nós constantemente lutando contra bactérias nocivas. Quando percebemos uma doença é sinal que a mudança é necessária para nos ajudar a passar da doença para a saúde. A Macrobiótica proporciona uma mudança na dieta. Ao nível filosófico proporciona uma mudança de pensamento e espiritualmente uma mudança de atitude.

A dieta macrobiótica permite que o corpo se cure, eliminando as toxinas dos alimentos processados. Deste modo, nas doenças causadas por excessos alimentares, em particular excesso de toxinas, a Dieta Macrobiótica funciona muito bem. Doenças de deficiência ou por causas emocionais, psicológicas ou espirituais, na maioria das vezes precisa mais do que mudança na dieta.

Tenho amigos que seguiram a dieta à risca e não tiveram êxito. Um amigo em particular foi acompanhado por Michio Kushi e Herman Aihara ao longo de vários anos. Nenhuma das recomendações funcionou. Depois de consultar vários médicos sem sucesso, ele encontrou um especialista que diagnosticou uma doença óssea extremamente rara diagnosticando um remédio específico.

No caso do meu amigo era necessário mais do que a Dieta. Assim, podemos concluir que a abordagem dietética macrobiótica só por si não funciona em 100 por cento das pessoas. Às vezes, a doença ganha. Visto de uma perspectiva mais ampla, a Dieta é mais do que um processo de cura e estilo de vida. A Macrobiótica completa inclui tudo, até o médico que tratou o meu amigo e o remédio que ele receitou.

É normal, as pessoas procurarem uma cura macrobiótica completa ao usar uma prática macrobiótica parcial. No entanto, uma prática macrobiótica parcial só pode levar a uma “cura” parcial. A prática macrobiótica completa inclui orientações dietéticas, estudo da filosofia e meditação diária conectando com o infinito. Doença ou saúde, tristeza ou alegria, o conflito ou a paz são aceites com a mesma gratidão e são vistos como percepções temporárias que mudam, dependendo da nossa compreensão e prática.

Baseado num texto de Herman Aihara

 

Written by thericeexperience

Julho 21, 2015 at 12:08 pm

As Palavras Sábias Do Grande Mestre Ohsawa

leave a comment »

reincarnation

Os sábios do Oriente Longínquo, fora da vasta percepção da Ordem do Universo, sabiam que o nosso mundo relativo e finito, surgiu do infinito, do eterno, do absoluto, continuando a ser nutrido por ele. Os sábios perceberam também que este conceito explicava a raiz da vida.

Os seguintes trabalhos – the Heart Sutra, the Tao Te Ching, the I Ching, the Upanishads, the Bible, the Kojiki, etc – todos descrevem a raiz da vida, através da Ordem do Universo, revelando a origem do mundo. Mas o homem moderno não compreende o que está escrito nestes livros.

O que é importante perceber, é a relação entre o material, mundo finito (mundo do homem) de um lado, e o espiritual, mundo infinito (o mundo de Deus) do outro. O mundo finito, vasto e grandioso como é, acaba por ser apenas uma parte infinitesimal do mundo infinito.

Na Terra, dizem que estamos perante um excesso de população; no mundo infinito isto não pode ser considerado um problema. Desde o começo deste mundo, triliões e triliões de seres, têm nascido e morrido, e todos eles foram recebidos no mundo infinito. Nunca se ouviu falar no caso de a algum deles ter sido negado a possibilidade de ser aceite. É outra forma de dizer que a realidade da morte é também infinita, nada mais do que outro sinónimo para a eternidade do mundo, do sonho, do espírito.

Assim é a Ordem do Universo. Sem razões para nos tirar a vida, embora alguns sofram angustiados e desesperados quando confrontados com a inevitabilidade da morte. Em vez disso, devemo-nos proporcionar uma vida feliz e agradável. Mas essa felicidade considerada bem afortunada, apenas para aqueles que sabem para onde vão, para a terra que nos fez nascer a todos. Esses podem ter uma boa vida, e ser jovens para sempre, podem correr, dançar e cantar.

Baseado num texto do livro “Essential Ohsawa”de George Ohsawa

Written by thericeexperience

Março 12, 2015 at 3:11 pm

A Paz Interior E O Silencio

leave a comment »

Master Mantak Chia. OFFiCiAL_SiTE: http://www.universal-tao.com/Sempre que procuramos um entretenimento que nos dá prazer, perdemos energia. Quando nos deixamos entreter em excesso com atividades, como por exemplo, ver televisão, para conseguirmos prestar atenção, é exigida a energia dos órgãos. Desta forma, a nossa energia interior que nos permite viver, perde-se na atividade de ver e de ouvir. Imaginamo-nos a sentirmo-nos bem, porque entendemos que estamos relaxados a diluir o nosso stress. Nós conseguimos sentir a libertação, mas os nossos órgãos vitais estão a ser drenados da sua energia interior, pelo excesso de libertação de energia que a actividade exige. A tensão dos órgãos cria uma energia negativa e, se não conseguirmos transformar em energia positiva, acumula-se e as emoções negativas começam a manifestarem-se.

Mesmo que escolhas uma música calma para relaxar e criar uma sensação de harmonia no corpo, demasiada atenção é despendida nesse processo, que faz com que os nossos olhos, ouvidos e sistema nervoso percam energia para o exterior. No fim, acabamos sempre por ter necessidade de descobrir músicas novas, filmes e concertos, porque estes meios de diversão nunca satisfazem as nossas necessidades, aumentando ainda mais a nossa necessidade de estímulo. Quanto mais tentarmos satisfazer um ou dois dos nossos sentidos, através do contacto com o exterior, a necessidade de estímulo dos outros sentidos aumenta mais ainda. Quando tentas satisfazer a boca e a língua, os olhos, os ouvidos e o nariz vão precisar também de algum estímulo, criando um ciclo de aumento contínuo do uso dos sentidos. A lógica das grandes empresas é alimentar os nossos sentidos, obtendo lucros infindáveis, a partir do princípio que não nos conseguem realmente satisfazer, trazendo-nos liberdade, diversão e felicidade. Se por acaso estas empresas conseguissem satisfazer-nos por um longo período, iriam à falência.

Os Taoistas comparam os nossos órgãos aos nossos pais e os sentidos às crianças. Quando estão separados não existe harmonia, mas sim desarmonia e carência. As pessoas tentam procurar felicidade e satisfação através do exterior e não do interior. Ouvem apenas os desejos dos seus corpos, em vez de ouvirem a sua mente e o seu espírito. Quanto mais procuram, mais cresce a ânsia de nunca encontrarem o que procuram, criando apenas a sua deterioração. A verdadeira felicidade, a verdadeira alegria e a verdadeira satisfação vem da paz interior.

Baseado num texto de Mantak Chia do livro “Taoist Secrets Of Love, Cultivating Male Sexual Energy”

Written by thericeexperience

Janeiro 28, 2015 at 5:26 pm

Century Of The Self, Provavelmente O Melhor Doc Do Mundo

with 2 comments

quote-the-conscious-and-intelligent-manipulation-of-the-organized-habits-and-opinions-of-the-masses-is-an-edward-bernays-16663

Estranho Mundo, Ou Estranhos Os seres Que Gerem O Mundo?

Quem foi Edward Bernays?

De que forma é que os Freud´s conseguiram

corromper os nossos lados familiares?

Porque é que existem cada vez mais presos livres?

Porque é que o sector financeiro é tão dominante?

Como foi inventada a psiquiatria?

Será que os projectos militares existem para favorecer as pessoas normais?

Seremos nós homens livres, ou escravos modernos?

Algumas respostas nesta obra-prima da BBC composta por quatro episódios.

Existem documentários, mas este é o documentário por excelência…

 

DOCUMENTÁRIO LEGENDADO – Happiness Machines EP01

DOCUMENTÁRIO LEGENDADO – The Engineering Of Consent EP02

DOCUMENTÁRIO LEGENDADO – There Is A Policeman Inside All Our Heads He Must Be Destroyed EP03

DOCUMENTÁRIO LEGENDADO – Eight People Sipping Wine EP04

Written by thericeexperience

Outubro 27, 2014 at 12:02 pm

O Infinito É Como Uma Estação De Televisão

leave a comment »

images

O Infinito é como uma estação de televisão. Envia todos os tipos de julgamentos, pensamentos, conhecimentos, emoções, sentimentos, etc. A alma individual é como uma televisão que se sintoniza a alguns desses julgamentos, pensamentos, conhecimentos, emoções e sentimentos de acordo com a constituição e a condição individual. Desta forma, as almas individuais constroem o seu carácter e o seu comportamento. Logo, a origem da alma individual é o infinito. A que julgamento, emoção ou sentimento nos vamos ligar depende da nossa sintonia. E o que determina a qualidade dessa sintonia são os nossos pensamentos, as acções e a dieta dos nossos antepassados e de nós mesmos. Claro que a nossa dieta é o factor mais eficaz que determina a qualidade do sinal da nossa frequencia.

Quando sintonizamos o julgamento físico, nós (como feto) temos um instinto básico. Assim que o sangue mude para as células, estas primeiras células sintonizam-se recebendo julgamento físico do infinito. Em seguida, o cérebro, o sistema nervoso, os órgãos digestivos e coração são formados e começam a funcionar.

Quando nos sintonizamos com o julgamento sensorial, somos capazes de distinguir cores diferentes, vozes, barulhos e sabores.

Quando nos ligamos ao julgamento sentimental, conseguimos distinguir diferentes emoções como alegria, tristeza, ódio, ressentimento, raiva, felicidade e tristeza.

Quando nos sintonizamos com o julgamento intelectual, podemos estudar vários conceitos do conhecimento – como a ciência. Quando nos sintonizamos com o nosso julgamento social ou económico, tornamo-nos um socialista, capitalista, comunista, político, etc.

Quando nos sintonizamos com o nosso julgamento filosófico, religioso ou dualístico dividimos as coisas em mente e matéria, bom ou mau, certo ou errado, amigo ou inimigo.

Quando nos sintonizamos ao sétimo nível de julgamento, à voz do infinito e da justiça, a nossa alma torna-se universal e o nosso corpo torna-se no infinito. Nesta altura, corpo e alma unem-se. Podemos abraçar tudo.

Baseado num texto de Herman Aihara

Written by thericeexperience

Outubro 1, 2014 at 5:32 pm

Os Efeitos Da Dieta No Sexo

leave a comment »

perfect-relationshipO interesse que o Homem tem pelo sexo pode ser reduzido, nalguns casos eliminado com uma dieta vegetariana, um facto bastante útil para os grupos espirituais celibatários. Normalmente acontece em dietas vegetarianas que são demasiado focadas em comidas expansivas, como as frutas cruas, saladas, doces e possivelmente iogurte e queijos. Um médico chamado Rubenberg observou que os vegetarianos têm uma elevada taxa de infertilidade e problemas da libido. Uma dieta vegetariana macro, por outro lado, que incluem bastantes comidas contractivas, como cereais integrais, leguminosas, produtos fermentados de soja, pode prolongar o ato aumentando a sensibilidade.

E porque a proteína animal promove um aumento das secreções sexuais, o consumo diário de carne leva a um aumento da necessidade de atingir o orgasmo. A atração é muito mais explosiva, menos sensitiva, mais animal, menos duradoura. A dieta vegetariana ou semi-vegetariana, por outro lado prolonga a duração do ato, assim como a intensidade e sensitividade do toque. Tudo é feito de uma forma doce e meiga.

Baseado num texto de Annemarie Colbin “Food And Healing”

Written by thericeexperience

Setembro 3, 2014 at 11:55 am

Oshawa, E A Ordem Do Universo

leave a comment »

e6aeb-alex_grey-adi_da

A vida deve ser divertida e bem passada e devemos ser nós a torná-la uma óptima viagem cheia de felicidade. Mas essa felicidade bem afortunada deve ser vivida apenas por aqueles que sabem para onde vão, para a terra que nos fez nascer. Tu podes ser feliz, como um grupo de jovens quando saem. Eles podem correr, dançar e cantar. Mas as pessoas doentes, por outro lado, não conseguem gozar a viagem da vida, e a culpa é deles mesmos por não conseguirem. A verdadeira causa da doença é o desejo, que vem da ganância, que resulta na ignorância completa de como funciona a Ordem do Universo.

Eu que tratei mais de 50000 pessoas, digo bem alto: o desejo, a ganância, a falta de visão do coração, a arrogância e o orgulho – são tudo características dos doentes. E a doença vem da ignorância e da estupidez causada pela nuvem que os separa da verdadeira sabedoria.

Pela natureza, nós recebemos sabedoria pura sem distorções, dada quando nascemos do mundo absoluto, que é o Universo. Nós somos todos crianças do Universo e cidadãos do infinito, mundo absoluto. Esquecemo-nos que a verdade é a nuvem que nos torna doentes.

Esta nuvem é criada pela educação que nos faz acreditar que só existe este mundo finito, material, incompleto e efémero. E na verdade, todo o conhecimento humano é criminoso em relação á natureza, senão tiver em consideração a existência do infinito, do eterno, da Ordem do Universo. Considerando que o mundo do espírito é infinito, que flui, é integral, e livre de todas as preocupações, podemos então chamar mundo de Deus, do universo, do caminho da natureza. Este mundo infinito e espiritual trouxe-nos o mundo material. A vida não existe sem o espírito.

Baseado num texto de George Oshawa

 

Written by thericeexperience

Agosto 12, 2014 at 9:55 am

Publicado em Filosofia, Personalidades

Conhece Os Teus Limites

leave a comment »

Podemos planear ou sonhar qualquer coisa mas o nosso corpo tem limitações, fronteiras. Quem não quiser entender isto vai ficar doente e infeliz. O espírito é ilimitado. Podes pensar em tudo o que quiseres: coisas malucas, coisas divertidas, coisas alegres, coisas tristes, tudo o que te vier à cabeça. Mas o corpo tem limitações.

Uma vez em Anaheim, perto da Disneyland, numa convenção de produtos naturais, onde eu ia participar numa palestra, uns produtores de comida japonesa, convidaram-me para uma festa que se iria realizar depois do dia de trabalho. Depois do jantar serviram uma sobremesa de cheesecake convencional, com açúcar. No dia seguinte fui convidado de novo, onde comi o segundo cheesecake convencional. No terceiro dia aconteceu a mesma coisa. Depois do trabalho participei numa festa e comi o terceiro cheesecake convencional. No dia a seguir desloquei-me para San Diego para uma palestra, e o que aconteceu? Perdi a voz. Senti-me envergonhado. As pessoas perguntaram-me, “O que aconteceu Herman?”. Eu confessei. Observei uma limitação minha. Posso comer dois cheesecakes, mas três são demais! Nós temos que saber os nossos limites.

A Macrobiótica é muito boa porque mostra as nossas limitações no imediato. Senão conheceres os teus limites, podes continuar com algo que se poderá transformar num cancro mais tarde. As pessoas fortes normalmente não conhecem os seus limites por isso, é que existe tanta doença. As pessoas mais fracas conhecem os seus limites bem mais cedo. As pessoas mais fracas não podem comer cheesecake porque ficam doentes de imediato. Eu posso comer dois. Se quiseres que teste de novo o meu limite, estarei sempre disponível.

Baseado num texto de Herman Aihara

Written by thericeexperience

Junho 16, 2014 at 4:35 pm

Publicado em Consciencia, Personalidades

Porque Abandonei A Dieta Macrobiótica Em Prol Do Princípio Unificador

leave a comment »

blind_faith_by_aronback-d4xghy6

Quando Carl Ferré, presidente da George Ohsawa, Macrobiotic Foundation e editor da Macrobiotics Today, vem a público dizer que abandonou a dieta macrobiótica, o mínimo que devemos fazer é dar-lhe ouvidos.

No meu caso, a dieta macrobiótica não funcionou. Fiz uma dieta standard estrita, deixando de consumir os alimentos tidos como impróprios. Depois de anos seguindo o regime padrão vi-me, contudo, sem energia, sem forças para correr e com vários problemas de saúde. Perplexo, interroguei-me: era a minha condição o resultado de uma prática desastrosa ou a consequência de uma dieta que de fato não funcionava?

A minha conclusão, após anos de prática, é que a dieta macrobiótica standard tanto nos pode ser útil como prejudicial. Ela é útil porque qualquer um pode compreendê-la e segui-la. Estão excluídos da dieta os alimentos tratados quimicamente ou excessivamente processados, como o açúcar refinado. Evitar tais alimentos conduz grande parte das pessoas a uma condição saudável. Daí apressadamente se concluir que o que se deve fazer para afastar a doença é ingerir os alimentos permitidos e abster-se dos proibidos.

A dieta macrobiótica standard é altamente prejudicial quando resistimos a mudanças ou recusamos ajuda qualificada porque acreditamos cegamente que a ingestão dos alimentos permitidos nos levará eventualmente à cura. Foi isso que aconteceu comigo. Eu estava convencido da minha melhora. O universo dirigia-me sinais de que era preciso mudar mas, teimosamente, eu mantinha-me firme na dieta padrão. Outro factor prejudicial é o medo infundado de certos alimentos.

A dieta macrobiótica standard está para a verdadeira macrobiótica, como as rodinhas laterais estão para a prática de andar de bicicleta. Logo que nos conseguimos equilibrar, descartamos as rodinhas. Se as instalamos de novo, elas em vez de ajudar, atrapalham. Dá-se o mesmo com a dieta macrobiótica standard. A partir do momento em que aprendemos a usar os princípios macrobióticos, passamos a fazer as nossas próprias escolhas, em vez de seguir cegamente a dieta prescrita.

Quando uma criança aprende a andar de bicicleta sem as rodinhas, recebe uma ajuda preciosa dos pais ou de um amigo, que a encorajam durante certo tempo até que se sinta, segura o bastante, para que os adultos a deixem ir livremente. Na macrobiótica, este encorajamento constitui o trabalho dos educadores, orientadores e amigos macrobióticos.

Em lugar de se continuar a enfatizar a macrobiótica standard, ou mesmo a dependência da opinião de outrem, precisamos estimular as pessoas a abandonar as rodinhas laterais e a confiarem no seu próprio julgamento. Os princípios macrobióticos não são difíceis de aprender e cada um de nós guarda em si uma poderosa intuição. Devemos com ela aprender, confiar e usufruir.

Logo que abandonei as rodinhas laterais (a dieta macrobiótica standard), aprendi a usar os princípios macrobióticos e a confiar em mim mesmo, o medo foi desaparecendo. E com ele as doenças! Continuei a seguir os princípios tanto na selecção dos alimentos diários quanto na de outras práticas saudáveis, e já não temo qualquer alimento da lista proibida. Hoje desfruto a vida sem as rodinhas laterais.

Muitos de nós, baseados em condições pessoais e ambientais, e atentos aos princípios macrobióticos, abandonámos há tempos o arroz integral cozido à pressão. Começámos, também, a ingerir mais saladas frescas, frutas da estação e sucos. Alguém que está a seguir os princípios macrobióticos e a confiar no seu próprio julgamento já fez os ajustes necessários. Alguns precisam de alimentos mais leves; outros, de alimentos mais concentrados. E não esqueçamos que isso pode mudar de dia para dia, de semana para semana, de mês para mês, de estação para estação, de ano para ano.

Em primeiro lugar, aprenda os princípios macrobióticos. Em segundo lugar, aprenda a confiar na sua intuição. Em terceiro lugar, aprenda a reduzir o medo.

Texto retirado do Site Restaurante Metamorfose, no Rio de Janeiro

Written by thericeexperience

Maio 29, 2014 at 9:10 am

Publicado em Consciencia, Personalidades

Sonhos E Espírito

with 4 comments

bscap01651 – O que provoca os sonhos?

HA – Durante o sono, à noite, o espírito deixa o corpo e vai para o céu. Só o sistema nervoso autónomo é que fica operacional. Para algumas pessoas, o subconsciente da mente contínua activo, o que faz com que as visões criem actividade sensorial. Se a pessoa estiver em repouso absoluto os sonhos não surgem.

Se comer galinha ou peru eu sonho nessa noite. Se uma pessoa for saudável e dormir 4 a 5 horas, não sonha. Mas muitas pessoas dormem muito, mais de oito horas, então sonham. As pessoas sonham se foram a pensar quando se deitaram. Os sonhos nocturnos surgem com uma condição mais ácida. Se a pessoa sonhar muito, vai ter dificuldades em descansar. Comer uma pequena porção de sal ou concentrado de umê antes de deitar ajuda porque torna a condição mais alcalina.

 2 – Mencionaste ontem à noite que quando adormeces, deixas a terra permanecendo durante a noite na eternidade. Eu gosto de sonhar e cada vez que o faço, parece que vivo duas vezes. Normalmente como comidas mais condimentadas e picantes de forma a sonhar mais. Desta forma divirto-me muito mais quando vagueio na eternidade.

HA – Mas quando sonhas, não estás no céu. Ficas preso a este mundo. Por isso é que vives duas vezes, de dia e de noite. Se comeres muitos alimentos de origem animal, então vais ficar cada vez mais preso a este mundo. Durante a noite não vais para o céu. Muitas pessoas têm pesadelos. Se fores para o céu então nada acontece, não tens pesadelos. Se fores macrobiótico consegues descansar completamente e viajar pelo cosmos todas as noites.

Baseado numa entrevista a Herman Aihara no Vega Study Center.

Written by thericeexperience

Março 12, 2014 at 9:58 am

Publicado em Personalidades