THE RICE EXPERIENCE

let food be the medicine

Percebe Porque Te Queixas E Porque Julgas

leave a comment »

Percebe Porque Te Queixas E Porque JulgasPublico – Como é que eu posso mudar, de forma a mudar a percepção que eu tenho, em relação às pessoas que estão á minha volta, especificamente com aqueles com quem eu estou a ter experiências negativas?
Bashar – Primeiro vamos começar por não classificar nada de negativo na realidade que estás a viver porque se o fizeres estás apenas a concordar com eles perpetuando essa ideia para ti mesma. Não estás?
Publico – Sim.
Bashar – Então, se alguém faz uma coisa, que tu percebes que se está a passar na tua realidade ou é direccionada a ti, tu estás a criar a tua versão desse alguém, na tua realidade. Tu deves estar algures na tua consciência de acordo com essa ideia, de maneira a entenderes isso dessa forma. Nós entendemos que tu tens a capacidade de observar, de uma forma neutra, de uma forma objectiva, de que alguém pode estar a ser negativo, mesmo que tu não estejas. Mas podes escolher não levar a sério senão tiver nada a ver contigo. A única forma através da qual, podes sentir-te afectada era se acordares em que esta ideia te afecte. Um exemplo. Qual a tua cor favorita?
Publico – Azul.
Bashar – Se estivesses vestida com umas calças azuis e alguém aparecesse e dissesse, “Eu odeio encarnado e odeio o que tens vestido”. Possivelmente irias achar estranho e concluirias que não tinha nada a ver contigo. Deviam estar a falar de outra pessoa! Não serias afectada porque não fazia sentido. Não se iria manifestar numa emoção real. A ideia é que quando sentes a reacção emocional de um ataque de alguém, estás a criar a tua versão da outra pessoa de forma a reflectir em ti, em como existe uma proporção de ti que se sente dessa forma sobre ti mesmo. De outra forma tu não reagias, era impossível concordares. Mas se reagires mostra-te que “ Ei! Existe uma parte de ti que está a ser enganada por estes comentários considerando-os verdadeiros, o que vais fazer em relação a isto?” Podes responder “Obrigado por me mostrares que eu não estava a amar-me de uma forma completa”. Quando começares a fazer isto, então vais começar a ver, que a atitude da outra pessoa pode mudar porque tu acabaste por mudar a versão dessa pessoa na tua realidade, de forma a reflectir que te estás a amar de uma forma completa. Essa pessoa até pode continuar a insultar toda a gente mas a única versão dessa pessoa que tu vais ter, é a versão que tu criaste e que agora reflecte o amor que tu estás disposta a dar a ti mesma e que não estavas a fazer no passado. Percebes como estas relações funcionam como uma brincadeira de espelhos de personalidades que se reflectem?
Publico – Sim, é bastante subtil especialmente se estiveres numa sala com alguém….
Bashar – Especialmente se imaginares que estás num quarto com alguém mas não é real, porque é a tua experiência da realidade, não é empiricamente verdade, é só um símbolo da realidade que tu estás a criar para ti própria, da tua experiência de ti própria. Só porque parece que alguém está na sala contigo, que na realidade não está, porque ele está na sala dele, com a sua versão de ti…então a pergunta é “o que é que tu preferes que aconteça na tua sala?” porque tu és a única pessoa dentro, mesmo que pareça que não, tu és a única pessoa na sala. Sentes-te familiarizada com a serie Startrek e com o aparelho que se chama Hollowdeck?
Publico – Sim
Bashar – Consegues perceber que as pessoas são todas hologramas?
Publico – Eu percebo intelectualmente
Bashar – Eu adoro essa resposta. Sem ofensas e sem julgamento tenho que te dizer que estás a fugir à tua responsabilidade. Perceber intelectualmente é apenas outra forma de dizer, “não sei se quero chegar tão perto, de saber realmente do que estamos aqui a falar” Serve apenas para afastar a ideia para longe. Porque tu sabes exactamente do que estamos a falar, no fundo do coração, no fundo da tua alma, só que foste ensinada a teres medo de olhar para isto demasiado perto.
Publico – Tenho medo de olhar para o conceito ou para a experiência actual dos hologramas?
Bashar – Sim, mas é com isto que estás a lidar. Isto é o que acontece com a maior parte de vocês, quando estão neste tipo de situações. Vocês têm medo de olhar perto demais porque foram ensinados a ter medo daquilo que as pessoas dizem sobre vocês, porque têm medo de que seja verdade. E seria horrível. Se olhares demasiado fundo, tens medo que seja verdade, e depois como será? Mas eu digo-te que nunca será verdade, só o que tu decides que é verdade para ti é que é verdade para ti. Isto faz sentido “intelectualmente”?
Publico – Agradeço bastante a lembrança

Traduzido de uma palestra de Bashar

Anúncios

Written by thericeexperience

Setembro 29, 2015 às 3:29 pm

Publicado em Consciencia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: