THE RICE EXPERIENCE

let food be the medicine

Arroz Integral

leave a comment »

imagesCAQL2O1LConsiderado um alimento principal, sendo a sua descoberta tão importante como a descoberta do fogo, o arroz foi o pilar de sustento das antigas civilizações, o factor mais importante da existência. Venerado como um Deus, serviu de alimento principal para a humanidade durante centenas de anos.

Nos cereais em geral, no arroz em particular, os factores Yin Yang estão bem equilibrados, pois as plantas concentram na semente a totalidade das suas forças construtivas, encontrando-se armazenados os principais elementos nutritivos, que nos fornecem a totalidade da força vital de forma equilibrada. O arroz integral é rico em: proteína vegetal de elevada qualidade; hidratos de carbono complexos; fibras dietéticas; vitaminas e minerais As sementes são o ponto de partida do crescimento, desenvolvendo-se sem haver dispersão energética.

A casca do arroz é rica em celulose e fibra, e pode ser preservada por um tempo indefinido sem perder a sua vitalidade. Arqueólogos descobriram que sementes e grãos bem conservados, mantêm as suas propriedades, podendo ser cultivados séculos depois, desde que preservada a casca.

Cozinhar cereais integrais e seus derivados, constituíram o alimento principal desde a antiguidade até aos tempos modernos e eram consumidos por todo o mundo e por todos os povos. O cereal era considerado como a fonte da vida, e os diferentes tipos, métodos de cultivo, formas de cozinhar, criaram uma brutal diversidade e riqueza nas culturas dos habitantes do planeta.

O arroz e o millet eram mais consumidos no Oriente; a cevada, trigo, aveia e centeio na Europa; trigo-sarraceno na Rússia e Ásia Central; sorghum na Africa; cevada no médio oriente; milho, amaranto e quinoa nas Américas.

Nos Upanishads lê-se que os sábios pensavam que o cereal era a representação de Deus na Terra. Devido a essa tradição as famílias brâmanes do sul da Índia ainda oferecem uma oração ao arroz antes de ingeri-lo.

O arroz indicado para consumo em Portugal é o arroz carolino de grão curto, Oryza Sativa. A forma de cozinhar depende da condição do consumidor, podendo-se cozinhar mais Yin ou mais Yang. Socar o arroz é uma das técnicas utilizadas para melhorar a assimilação dos nutrientes pelo organismo. Consiste em lascar a casca de celulose do arroz, sem partir, de forma que durante a cozedura, haja a possibilidade do interior ser cozinhado.

Texto – ‘The Rice Experience’, baseado em ‘Basic Macrobiotics’, de Herman Aihara 
Anúncios

Written by thericeexperience

Março 13, 2010 às 8:33 pm

Publicado em Super Alimentos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: