THE RICE EXPERIENCE

let food be the medicine

Cap N Trade – Transformar A Poluição Num Negócio

leave a comment »

Coal_power_plant_Datteln_2_Crop1

Os fins de semana passados fora são sempre períodos incrivelmente cheios de boas experiências, onde o dormir é relegado para 23º plano e a vontade de fazer coisas e mais coisas leva-nos até uma semi-estado de esgotamento físico, que não é sequer interrompido pela ideia de que já é domingo à tarde, há que fazer a viagem de volta e que amanhã temos que acordar cedo para trabalhar. Teoricamente, idealizamos uma saída a meio da tarde, com calma, para chegar cedo a casa mas isso nunca acontece. “Chegamos às horas que chegarmos”, sempre foi assim e penso que não vai mudar. Ficamos tristes e nostálgicos em relação àquilo que vivemos, que mesmo podendo repetir-se vezes sem conta, não interessa. Um pouco de Yin, para acentuar a pieguice, nunca fez mal a ninguém.

Quem ainda não reparou no cenário da chegada a Lisboa vindos de sul? Quer seja pela do Salazar ou pela do Montijo, o cenário é lindo. As luzes, as camadas e camadas de vida e betão que se amontoam de uma forma atabalhoada. É uma cidade linda. Mas no meio de toda esta beleza somos levados a observar o impacto que o Homem tem na paisagem e no meio ambiente. Zonas onde existia natureza são substituídas por casas, estradas, pavilhões, etc. Este corrupio interminável de transformações, a que alguns chamam de progresso, não é mais do que um desenrasca, em relação ao crescendo da população. O crescimento económico, índice através do qual se define qual o país que produz mais porcarias vendáveis, está cada vez mais afastado da realidade. Todos nós já reparamos que as porcarias não nos preenchem, só nos distraem e entretêm.

Todas estas transformações ambientais, provocadas pela economia e criadas pela nossa existência, deixam-nos ingenuamente na expectativa. Numa perspectiva Macro, será que vai aparecer alguém que faça alguma coisa realmente boa em relação ao meio ambiente? Mudanças na estrutura da máquina que desenrasca? Apesar de saber que é importante, cada vez nos sentimos mais frustrados com a nossa ridícula separação dos lixos. É preciso uma transformação bem maior. O desafio que aceitámos em relação às separações do lixo, penso que foi aceite pela maior parte das pessoas. O que podemos fazer a seguir? Participar na avaaz? Colocar posts revolucionários no FB? Aproveitar o ambiente social para falarmos sobre o que nos preocupa? Falar daqueles senhores chamados políticos que não param de brincar ao ego? Antes fosse ao lego, talvez desta forma admitissem a incapacidade que têm para tomar decisões verdadeiras e úteis.

Foi quando nos deparámos com o termo Cap n´Trade. Percebemos que estava ligado à poluição e que poderia ajudar na resolução do aquecimento global. A nossa ingenuidade perdeu-se quando percebemos quem estava por detrás destes novos mercados, a Goldman Sachs, um dos muitos responsáveis pela crise do subprime, e pela crise europeia.
Sugerimos a visualização de um pequeno vídeo legendado, que explica o Cap n´trade.

VER DOCUMENTÁRIO LEGENDADO

Anúncios

Written by thericeexperience

Outubro 15, 2013 às 5:23 pm

Publicado em Ecologia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: