THE RICE EXPERIENCE

let food be the medicine

Alimentos Que Combatem A Radiação Excessiva

leave a comment »

 

A radiação nuclear provoca uma intensa actividade dos radicais livres que quebram a estrutura básica de uma célula no corpo humano. Nada mais acelera o processo de envelhecimento corroendo a nossa saúde. Depois de Fukushima, é bom sabermos que existem alimentos específicos que nos protegem da mortífera radiação nuclear, que surge de forma silenciosa sem avisar, atingido as áreas mais remotas do nosso planeta.

Os densos nutrientes das algas (kelp, kombu, wakame e arame) têm boas quantidades de alginato de sódio, uma substância que extrai os radioisótopos do organismo. Por exemplo, o sistema digestivo não consegue absorver o alginato de sódio, que reage com o estrôncio-90 para formar alginato de estrôncio, um gel insolúvel, como o sal que é evacuado como desperdício pelo cólon. O alginato de sódio tem a capacidade de extrair partículas radioactivas de zonas bem profundas como tecidos e órgãos.

Um dos efeitos nocivos da radiação é a quebra de vitaminas. O nosso organismo necessita de alimentos ricos em nutrientes densos para substituir estas vitaminas de uma forma rápida. O pólen das abelhas é muito rico em nutrientes, só as algas estão ao mesmo nível. O pólen das abelhas tem provado ser bastante efectivo na recuperação, dos efeitos secundários da radiação proveniente de tratamentos médicos, por isso é provável que possa ser usado na radiação proveniente de fugas radioactivas.

As micro-algas, incluindo chlorella e espirulina, ajudam a remover as partículas radioactivas do organismo. O pessoal médico do Institute os Radiation Medicine em Minsk (republica da Bielorrússia) fizeram um teste onde davam 5 gramas de espirulina, diariamente a crianças vitimas de Chernobyl, depois do desastre. Mais tarde apresentaram uma pesquisa em que ficou provado que as micro-algas ajudaram no processo de desintoxicação radioactiva das crianças.

As cascas das maçãs orgânicas ajudam também a limpar o corpo da radiação. A fibra da pectina torna-se gelatinosa no sistema digestivo, como acontece com a alga agar-agar, deitando fora a radiação do corpo. Depois Chernobyl, as autoridades de saúde da Rússia estudaram o potencial curativo da pectina e descobriram que baixa os níveis de cesium-137 em crianças Ucranianas em 62%. A pectina da maçã pode ser comprada.

Texto de Steven Acuff

 

 

Anúncios

Written by thericeexperience

Março 7, 2017 às 7:20 pm

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: