THE RICE EXPERIENCE

let food be the medicine

Feijão Natto, Ou Amamos Ou Odiamos

leave a comment »

imagesNota dos autores:
Ser saudável nos dias de hoje, parece ser uma tarefa complicada. Talvez seja, porque existe muita informação contraditória, vinculada por profissionais credenciados em termos académicos, mas pouco credenciados em termos do verdadeiro conhecimento nutricional. Demorou até se perceber que o leite de vaca é mau para a saúde, aparecendo agora a vez do salmão quimico do chile. No futuro, vai ser normal, surgirem noticias deste género, aliadas á indignação dos consumidores, e ao silencio criminoso da industria alimentar, que irá se manter irredutível na sua missão de espalhar a semente da doença e da destruição pelas nossas famílias.

Do lado mais “saudável” existem os pós oxidados mas milagrosos, que até se vendem nas farmácias, que prometem saúde e longevidade. Estou a falar das famosas super foods. Quem é que ainda não ouviu dizer que se dá muito bem com sementes de chia, mas o que eu gosto mesmo é da proteína de cânhamo que dá muita força.Ok, respeitamos, mas na nossa opinião não existe nada melhor do que os alimentos na sua versão integral.

Gostaríamos de partilhar com os nossos leitores o que para nós é uma verdadeira super food. Estamos a falar do feijão Natto que conhecemos no Brasil e que consideramos ser uma verdadeira bomba nutricional.

Texto:
Natto são feijões de soja fermentados. Há muito tempo que é considerado no Japão como um alimento único, tradicional e brutalmente saudável. Rico em proteína, é normalmente comido com arroz integral. Durante séculos, o Natto tem sido produzido usando um processo de fermentação especial, através da adição de bactérias benéficas, encontradas na palha do arroz de nome Bacillus Natto, aos feijões de soja. A fermentação aumenta o valor nutricional dos feijões e desenvolve um sabor e textura, únicos. A sua textura física é pegajosa mas é resultado do processo de fermentação natural.

Adiciona próbioticos á nossa dieta, ajudando na digestão, fortalecendo o sistema imunitário. Rico em vitamina K e vitamina PQQ, que ajuda as células no processo de metabolização. Podem encontrar este feijão peculiar na Miosótis produzido pelo Eugénio.

Baseado nos artigos “You´ll either love or hate those stinky, sticky beans” de Makiko Itoh, e “About Natto” do site meguminatto.com

Anúncios

Written by thericeexperience

Abril 8, 2015 às 4:33 pm

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: