THE RICE EXPERIENCE

let food be the medicine

DENTES E GENGIVAS

leave a comment »

untitledA sabedoria do corpo determina quais as áreas do corpo propicias para receber os primeiros problemas de saúde, tornando as próximas manifestações mais profundas. Como as mandíbulas fazem parte do esqueleto, e os dentes precisam de tantos minerais como os ossos, problemas nos dentes e gengivas pode estar relacionado com a perda de cálcio.

De acordo com a minha experiencia, descobri que certos alimentos, parecem produzir efeitos nocivos nos dentes e no esqueleto mas mais a longo prazo. Por exemplo, alimentos ácidos como o vinagre, citrinos e tomates, quando comidos numa dieta baixa em gorduras, baixa em proteínas, pode danificar o esmalte dos dentes, podendo provocar dores. As dores de dentes parece afectarem primeiro os dentes que já têm cavidades ou cáries, mesmo que tenham sido tratados. No meu caso, quando bebi um sumo de laranja natural, todos os dias, durante um mês, um dos meus dentes sábios (o que tinha a maior cavidade), começou a doer-me abruptamente. O meu dentista não encontrou solução, a não ser arrancar o dente, procedimento no qual eu não estava preparada. Preferi tentar arranjar uma solução seguindo uma dieta “politicamente incorrecta” durante umas semanas: sem fruta, sem salada, sem vinagre, sem sumos, com bastante manteiga (de leite cru) e azeite (1ª pressão a frio) em tudo. Cheguei a exagerar no consumo de brie! Funcionou numa semana. Quando a dor desapareceu, cortei novamente nas gorduras, comendo fruta esporadicamente e saladas em quantidades modestas de molhos. Não tenho bem a certeza como funcionou, mas resultou. Eu simplesmente segui os meus instintos, no que respeita ao que senti que precisava naquela altura.

Traduzido de um texto de AnneMarie Colbin “Food and our bones”

Observação dos autores: Estas compensações feitas pela AnneMarie exigem um conhecimento muito profundo do tema alimentação. É necessário ter percorrido muitas experiencias nutricionais, para poder brincar com estes conceitos: Inyologia, acido/alcalino; hidratos/proteínas; omega3/omega6, etc. Não recomendamos de todo este tipo de experiencias, para quem tenha uma dieta sensorial e desregrada, baseada em alimentos processados. De qualquer forma, fica uma pequena dica do que tu mesmo podes fazer se começares a explorar o tema “food as medicine”.

Anúncios

Written by thericeexperience

Janeiro 7, 2016 às 5:30 pm

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: